Desde 1998 o projeto realiza o monitoramento dos ninhos nas ilhas Rasa, Gamelas e Grande.

As atividades dos papagaios nos ninhos são acompanhadas através da técnica de rapel de ascensão vertical em dossel, na qual se utiliza uma cadeirinha e com um ascensor sobe-se por uma corda.

Os ninhos são monitorados cerca de uma vez por mês para que se possam coletar dados sobre a ocupação dos mesmos, quantidade de ovos colocados por casal, quantidade de nascimentos e as fases de desenvolvimento dos filhotes até que voem. Em alguns casos, os ovos ou filhotes podem ser abandonados pelos pais, quando esses se sentem ameaçados de alguma forma, ou predados por gambás, quatis, cobras, gralhas e outros.

Os ovos são chocados pelo adulto de 28 a 30 dias, os filhotes nascem de olhos fechados, pouca ou nenhuma plúmula e necessitando ser alimentados, aquecidos e protegidos pelos adultos.  Aos 38 dias os filhotes já estão providos de penas, aos 44 dias já se assemelham aos pais e entre 55 e 60 dias os mesmos deixam os ninhos, e ainda podem ser vistos junto aos pais por vários meses.

Nesse período reprodutivo, os ninhos começaram a ser ocupados em outubro de 2012, no final de novembro muitos filhotinhos nasceram, e agora em janeiro de 2013, alguns filhotes já deixaram seus ninhos.

[nggallery id=12]